Programa aprendiz legal – Saiba tudo sobre o programa!

A obtenção do primeiro emprego é um desafio ainda maior para quem é jovem e inexperiente. No entanto, com a implementação do Programa Aprendiz Legal, essa realidade mudou e agora as empresas precisam reservar no quadro de funcionários vagas para candidatos jovens em situação de primeiro emprego.

Fique sabendo também que o Aprendiz Legal tem respaldo na lei da aprendizagem de nº 10.097/2000, exigindo que as empresas de médio e grande porte reservem uma porcentagem de vagas para candidatos jovens.

Com este programa, há um fortalecimento significativo da capacitação profissional desse público em todo o país. Logo, se você quer mais detalhes sobre o Programa Aprendiz Legal, basta fazer a leitura do post de hoje na íntegra. 

O que é o Programa Aprendiz Legal?

O programa Aprendiz Legal nada mais é do que uma iniciativa criada para a preparação, capacitação e inserção de jovens brasileiros no mercado de trabalho.

Esse programa tem respaldo na chamada lei da aprendizagem, que determina que as empresas de médio e grande porte precisam reservar de 5% a 15% de vagas para candidatos entre 14 e 24 anos de idade.

Programa aprendiz legal

Além disso, este programa conta com parcerias importantes, como o centro de integração, empresa escola – CIEE, e outras organizações que capacitam os jovens para o mercado de trabalho.

Quando um jovem é selecionado para atuar como aprendiz legal, ele pode ficar no programa por até 2 anos. Esse prazo não é estendido, mas ocorrem casos em que os candidatos acabam sendo efetivados nas empresas por um bom desempenho.

Uma iniciativa como essa é considerada uma ótima oportunidade para que os jovens possam desenvolver habilidades para atuação no mercado de trabalho. E isso também serve como facilitador para a inserção no mercado de trabalho, após os 2 anos do programa.

Outro detalhe importante sobre o programa Aprendiz legal é que os candidatos que são selecionados recebem todos os benefícios previstos em lei, ou seja, um salário condizente com a jornada laboral, carteira de trabalho assinada com todos os direitos, entre outros.

Como funciona o programa?

Este programa tem um funcionamento seguindo as diretrizes da lei da aprendizagem. Conforme expresso nesta lei, as empresas de médio e grande porte precisam contratar jovens aprendizes para compor o quadro total de funcionários.

A reserva de vagas que as empresas disponibilizam gira em torno de 5% a 15% do total de funcionários. E como já foi mencionado no tópico anterior, o jovem pode ficar por até 2 anos dentro do programa.

Programa aprendiz legal

Para que um candidato possa participar do programa aprendiz legal, ele deve inscrever-se no processo seletivo de uma empresa X, e se for contratado, desempenhar as funções dentro das normas vigentes na empresa

Algumas opções de empresas que aderem ao Programa Aprendiz Legal são:

  • Banco do Brasil;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Bradesco;
  • Correios;
  • Itaú;
  • Magazine Luiza;
  • Casas Bahia;
  • Grupo Pão de Açúcar.
  • Entre outras.

As funções que podem ser desempenhadas por um jovem seleciona variam de acordo com as demandas da empresa, mas vão desde atividades administrativas, atendimento ao público, comércio, varejo, entre outros.

Além de adquirir toda a experiência necessária, atuando diretamente nas empresas. Os candidatos jovens também são matriculados em cursos de capacitação profissional para complementar a aprendizagem prática.

Os cadastros para concorrer ao Programa Aprendiz Legal podem ser feitos presencialmente em uma unidade CIEE, ou no site da instituição. Dentro do portal do CIEE, os candidatos interessados poderão fazer a conferências da listagem de empresas parceiras do programa e tirar qualquer dúvida sobre o processo seletivo. 

Cursos oferecidos aos aprendizes

Como já foi mencionado, o programa Aprendiz legal dá mais do que uma oportunidade de inserção em empresas. Ele também possibilita a matrícula em cursos profissionalizantes durante os 2 anos de atividade.

Programa aprendiz legal

Sendo assim, caso você se adeque aos requisitos exigidos para inserção neste programa e tenha a escolaridade mínima, você também será matriculado em um curso profissionalizante, o qual pode ser:

  • Curso de Agronegócio
  • Curso de Aprendiz na Indústria da Carne
  • Curso de Auxiliar de Alimentação: preparo e serviços
  • Curso de Auxiliar de Produção Industrial
  • Curso de Comércio e Varejo
  • Curso de Logística
  • Curso de Módulo Básico (Mundo do Trabalho)
  • Curso de Ocupações Administrativas (CBO e Arco)
  • Curso de Operador de Caixa
  • Curso de Operador de Computador
  • Curso de Operador de Telemarketing
  • Curso de Serviços Bancários – Adolescente e Jovem.

Desse modo, os aprendizes podem se capacitar dentro do nicho de aprendizagem de interesse e incrementar o currículo profissional, o que lhe diferenciará em meio à forte concorrência existente nos dias de hoje.

Conclusão

Como você pode notar, o programa Aprendiz Legal é uma ótima iniciativa para os jovens com idade entre 14 e 24 anos que querem inserir-se no mercado de trabalho. Desde que você se adeque aos pré-requisitos do programa, poderá inserir-se nas empresas que estão com vagas abertas na sua cidade.

Agora deixe um comentário, destacando o que você achou mais interessante sobre o programa Aprendiz legal. Você conhece alguém que já participou desta iniciativa? Quais são as empresas que aderem ao programa na sua cidade? Comente!

Deixe um comentário